Notícias

IBGE: Famílias brasileiras deixaram de comprar para pagar dívidas com tributos

Out 07, 2019 | Comentários

A pesquisa registrou um aumento nas despesas comprometidas com pagamento de dívidas.

Uma pesquisa do IBGE divulgada nesta sexta-feira, 4, revelou que as famílias brasileiras estão com menos espaço no orçamento para a compra de ativos como imóveis, terrenos e títulos de capitalização. Isso, porque, precisam poupar uma parte maior da renda para reduzir suas dívidas e pagar tributos.

De acordo com a pesquisa, as despesas médias das famílias somam R$ 4.649,03 por mês, dos quais apenas 4,1% são dedicados ao "aumento do ativo", como aquisição de imóveis, terrenos e títulos. É uma proporção menor do que a registrada em versões anteriores do levantamento, como 2002-2003 (4,8%) e 2008-2009 (5,8%). Isso significa, na prática, que os brasileiros poupam menos.

Também sobre essas despesas totais, as famílias estão dedicando 3,2% do orçamento para a "diminuição do passivo", o que significa pagamentos de débitos, juros e empréstimos pessoais e prestações. Essa proporção era de 2% na pesquisa 2002-2003 e de 2,1% na pesquisa de 2017-2018. Ou seja, o brasileiro passou a ter uma parcela maior de suas despesas totais comprometidas com pagamento de dívidas.

Para André Martins, gerente da pesquisa do IBGE, os resultados podem estar relacionados com a crise econômica enfrentada pelo país nos últimos anos. "A capacidade das famílias adquirirem ativos diminuiu a longo dos anos e as despesas decorrentes ficaram estáveis em termos de peso no orçamento", disse o pesquisador, durante entrevista coletiva para explicar os números da pesquisa.

Segundo a Pesquisa, 11,7% do orçamento dos brasileiros passou a ser destinado ao pagamento de tributos, proporção maior que a registrada em 2008-2009 (10,9%). Um levantamento mais antigo, de 1974 a 1975, mostrava que essas despesas com tributos correspondiam por 5,3% do orçamento naquela época.

A pesquisa de orçamentos familiares tem como objetivo mensurar as despesas e rendimentos das famílias. Para chegar aos números, o IBGE visitou 57.920 domicílios em 1.900 municípios, no período de junho de 2017 a julho do ano passado, representativos do universo de 69 milhões de domicílios existentes no país.

Fonte: Portal Contábeis

Compartilhe:

Postagens Recentes

Escolas que oferecem cursos de idiomas,...

Jul 14

Empregadores devem prestar...

Jul 14

Novo comprovante de CNPJ traz mais...

Jul 13

Receita Federal alerta para as datas...

Jul 13

Veja quais pagamentos e tributos foram...

Jul 10

Governo corta auxílio emergencial de...

Jul 09

Caixa TEM passa por atualização...

Jul 08

Presidente sanciona MP que permite...

Jul 07