Notícias

Doria prorroga fase de transição em SP, mas amplia horários e capacidade

Mai 07, 2021 | Comentários

O governo de São Paulo anunciou hoje a prorrogação da fase de transição do Plano SP, que coordena a flexibilização das medidas restritivas de combate à pandemia de covid-19, por duas semanas. Em nova etapa, comércio e serviços poderão funcionar até as 21h, mas permissiva que a fase laranja. A medida valerá de amanhã até o dia 23.

Apesar da manutenção do modelo, que mantém todo o estado com as mesmas medidas restritivas —ao contrário do antigo, que dividia o estado em regiões—, o horário de funcionamento das atividades econômicas e a capacidade de ocupação dos estabelecimentos comerciais foi ampliada. Agora, comércio e serviços poderão funcionar até as 21h —atualmente, o limite é até as 20h—, e a capacidade de ocupação passa de 25% para 30%.


Com os novos horários, o toque de recolher, que está vigente hoje das 20h às 5h, passa para das 21h às 5h. O objetivo da medida é diminuir a circulação de pessoas no período da noite.

A primeira etapa da fase de transição começou ainda em 18 de abril, quando o estado saiu da fase emergencial, mais restritiva até agora. Durante o período de março e abril, São Paulo viveu o pior momento da covid-19, com ambos os meses somando o maior número de mortes de pessoas infectadas pelo coronavírus desde o início da pandemia.

De acordo com o Centro de Contingência, quedas nos três principais indicadores principais — novos casos, internações e óbitos — permitiram que o estado fizesse essa flexibilização.

"Estamos trabalhando com dados objetivos. Os indicadores que temos hoje são de redução dos novos casos, na última semana de redução das internações e de óbito. Nós não acreditamos que esses indicadores estejam apontando para uma terceira onda, então nos temos que trabalhar em cima dos dados que nós temos. Agora, todo cuidado é pouco" - João Gabbardo, coordenador-executivo do Centro de Contingência.

Gabbardo responde a uma preocupação apontada por especialistas sobre uma possível terceira onda após a flexibilização.

"O que nos temos ao nosso favor nesse momento, e eu venho insistindo nessa hipótese, essa deve ser a ultima vez que SP tenha estado na fase vermelha, porque, se nós continuarmos mantendo esse controle pelas próximas três semanas, junto com a ampliação da vacinação, vão nos oferecer uma outra condição de imunidade", afirmou Gabbardo.

Fonte: Portal UOL - Henrique Salles Barros, Lucas Borges Teixeira e Rafael Bragança

Compartilhe:

Postagens Recentes

FGTS: conheça golpe sobre falso saque...

Jun 22

FGTS: confira as principais dúvidas...

Jun 21

MEC fecha parceria para capacitar...

Jun 18

SP anuncia ampliação de aulas...

Jun 16

Anúncios falsos no Google buscam...

Jun 16

Projeto prevê participação no lucro...

Jun 15

Pronampe: novo programa deve ser...

Jun 14

Nova forma de parcelar a multa de...

Jun 11