Notícias

Quer ouvir boas histórias para crianças? Conheça ‘Deixa que eu conto’, podcast do Unicef

Ago 03, 2022 | Comentários

São 321 episódios gratuitos, voltados ao público infantil, cuidadores, pais e responsáveis por crianças de zero a 8 anos

Dos zero aos 5 anos, antes de o cérebro se tornar leitor, ele está em pleno desenvolvimento. Todas as histórias que contamos e os livros que mostramos aos pequenos fomentam esse progresso. “O cérebro da criança absorve melhor a linguagem quando há a leitura por parte de um adulto”, afirma a neurocientista Maryanne Wolf, educadora da UCLA (Universidade da Califórnia, Estados Unidos). Em webinário realizado para o público brasileiro em 2021, acompanhado pelo Porvir, Maryanne ainda recomendou que os pediatras incluíssem uma indicação de livro a cada consulta de rotina: afinal, a vida leitora começa na primeira infância.

Oferecer conteúdo de qualidade é uma curadoria que muitos pais, professores e responsáveis já fazem. E a seleção ganha aliados importantes: 321 podcasts gratuitos da série “Deixa que eu conto”, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). 

Disponíveis no YouTube, no Spotify e no site oficial do projeto, os episódios, com duração entre 5 minutos e meia hora, são voltados para meninos e meninas entre zero e 8 anos. São contos, brincadeiras, músicas e entrevistas inspiradas na cultura popular, apresentadas por 11 contadores de histórias. A iniciativa traz, ainda, especiais sobre a Amazônia e a cultura afro-brasileira. Vinte podcasts são dedicados à inclusão de crianças com deficiência, com descrição e tradução em Libras (Língua Brasileira de Sinais). 

“O ‘Deixa que Eu Conto’ é, também, uma ferramenta para famílias no período de férias escolares, que incentiva a aprendizagem cotidiana de forma lúdica. Os programas trazem temas essenciais em até 30 minutos, para promover essas vivências dentro de casa”, diz Monica Pinto, chefe de educação do Unicef no Brasil.

Alinhados à BNCC (Base Nacional Comum Curricular) da educação infantil, os podcasts também podem ser incluídos nos planos de aula das escolas: há um e-book gratuito com sugestões de atividades de 219 episódios disponível para download. No ar desde em 2020, como uma forma de apoio ao ensino remoto durante a pandemia, “Deixa que eu conto” já atingiu 4 milhões de famílias brasileiras. 

“Foi identificado que crianças menores tinham mais dificuldade de acesso a materiais pedagógicos, de fácil acesso e disseminação, que pudessem contribuir para o seu desenvolvimento”, explica Julia Ribeiro, oficial de educação do Unicef no Brasil, em entrevista à Agência Brasil, sobre o surgimento do programa. Lançado oficialmente em março deste ano, o site do projeto oferece uma busca avançada sobre os episódios, com filtros sobre direitos de aprendizagem, campos de experiência e tipos de aprendizagem.

Fonte: Portal Porvir - Ana Luísa D'Maschio

Compartilhe:

Postagens Recentes

Quais são as mudanças no IRPF em 2024...

Abr 19

FGTS: entenda o prazo para liberação...

Abr 18

Saques do FGTS devem ser informados no...

Abr 17

RH: estratégias para combater o...

Abr 16

Litígio Zero 2024: entenda quais...

Abr 15

IRPF 2024: benefícios como...

Abr 12

Golpe: Receita Federal encontra novos...

Abr 11

Como saber se tenho direito à...

Abr 10