Notícias

IRPF 2024: 3 em cada 10 brasileiros vão utilizar valor da restituição para pagar dívidas

Jun 10, 2024 | Comentários

Pesquisa ainda revelou comportamento dos contribuintes na hora de declarar o IRPF e se contaram ou não com ajuda profissional para o preenchimento.

Um recente estudo conduzido pelo Serasa em colaboração com o Instituto Opinion Box, revelou os padrões de comportamento financeiro dos brasileiros em relação à restituição do Imposto de Renda (IR). Os resultados, divulgados na última quinta-feira (6) fornecem insights sobre as prioridades financeiras da população.Principais descobertas da pesquisa:

1. Quitação de dívidas: segundo o levantamento, 30% dos contribuintes planejam utilizar o montante da restituição para saldar dívidas pendentes, demonstrando uma preocupação com a saúde financeira pessoal e a busca por equilíbrio econômico-financeiro.

2. Planejamento financeiro: cerca de 43% dos entrevistados expressaram a intenção de utilizar os valores recebidos para se planejar financeiramente, evidenciando uma tendência de busca por estabilidade e segurança financeira a longo prazo.

3. Investimentos: Uma parcela significativa, representando 21% dos participantes, demonstrou interesse em direcionar a restituição para alguma forma de investimento, refletindo uma preocupação crescente com o crescimento patrimonial e a construção de um futuro financeiramente sólido.

A pesquisa também abordou os desafios enfrentados pelos contribuintes durante o processo de declaração do Imposto de Renda. Dos entrevistados, 44% relataram contar com a assistência de um contador ou especialista, enquanto 14% buscaram ajuda de familiares ou conhecidos. Surpreendentemente, 40% afirmaram preencher a declaração por conta própria, demonstrando um nível variado de confiança e habilidade em questões tributárias.

Além disso, o estudo revelou percepções divergentes em relação ao papel e ao processo de declaração do Imposto de Renda. Enquanto 44% dos participantes reconhecem o importante papel do IR na distribuição de renda do país, 40% discordam do atual processo de declaração e arrecadação, sugerindo a necessidade de reformas e simplificações no sistema tributário.

Em suma, a pesquisa oferece uma visão abrangente das escolhas financeiras dos brasileiros em relação à restituição do Imposto de Renda, destacando a diversidade de estratégias adotadas para lidar com as finanças pessoais e os desafios enfrentados no processo de declaração tributária.

Com o prazo de declaração encerrado em 31 de maio, agora resta acompanhar a distribuição dos valores restituídos pela União, que ocorrerá em 5 lotes distintos, conforme anunciado pelas autoridades competentes.

A Receita Federal informou que aproximadamente 60,6% das 42,7 milhões de declarações entregues até às 17h30 de quarta-feira (5) têm direito a restituição de parte do imposto pago a mais em 2023. Isso significa que cerca de 25,88 milhões de contribuintes terão direito à restituição. Do total, 5,6 milhões já receberam o pagamento no primeiro lote, emitido na última sexta-feira (31). O próximo lote está agendado para o dia 28 de junho.

Fonte: Portal Contábeis 

Compartilhe:

Postagens Recentes

PIS: como consultar o número e acessar...

Jul 05

Descubra como reagendar a restituição...

Jul 04

Prorrogação auxílio-doença: o que...

Jul 03

Você precisa conhecer o inimigo: a...

Jul 02

Revisão do FGTS: entenda quando...

Jul 01

Receita Federal alerta para golpes com...

Jun 28

Receita Federal paga hoje o segundo...

Jun 28

MEs: 76% não possuem nenhum sistema...

Jun 27