Notícias

Salários: 32% dos trabalhadores brasileiros pretendem mudar de emprego em 2024

Jun 20, 2024 | Comentários

Com o mercado de trabalho aquecido, a Geração Z lidera o movimento em busca de oportunidades mais atrativas

Uma pesquisa aponta que 32% dos trabalhadores brasileiros planejam mudar de emprego em 2024, refletindo um cenário de busca por melhores salários e condições mais favoráveis. Os dados são da Randstad Brasil.

O levantamento mostra que a Geração Z, composta pelos nascidos entre 1997 e 2012, lidera esse movimento. Motivados pela busca por progressão na carreira e por salários e benefícios mais atraentes, esses jovens profissionais estão impulsionando a dinâmica do mercado de trabalho.

"Observamos um aumento significativo no interesse por mudanças de emprego entre os brasileiros, especialmente entre os membros da Geração Z. Eles estão buscando não apenas melhores condições financeiras, mas também um equilíbrio saudável entre vida pessoal e profissional", destaca o CEO da Randstad Brasil, Fabio Battaglia.

O estudo também aponta que a inflação tem sido um fator preponderante nesse movimento. Enquanto 40% dos profissionais não receberam ajustes salariais para compensar o aumento do custo de vida, 30% relataram que um aumento no salário foi crucial para lidar com essa questão.

Além disso, a pesquisa destacou as empresas que estão se destacando como as mais desejadas para se trabalhar. A Samsung lidera o ranking, reconhecida por sua estabilidade financeira e reputação sólida. A Nestlé ocupa o segundo lugar, valorizando o desenvolvimento contínuo de seus colaboradores. Em terceiro lugar está a Petrobras, que se destaca pela oportunidade de evolução profissional.

No que diz respeito aos setores mais atraentes, a manufatura de produtos eletrônicos e a indústria automotiva continuam a ser áreas de grande interesse entre os profissionais brasileiros.

A pesquisa também revelou um aspecto importante: a busca por equidade nos negócios. Cerca de um terço dos profissionais brasileiros se identifica como parte de grupos minorizados, enfrentando desafios relacionados à sua identidade ao buscar crescimento dentro das empresas.

Entre as plataformas mais utilizadas por aqueles que buscam novas oportunidades de trabalho, o LinkedIn se destaca como líder indiscutível. Com 60% da força de trabalho nacional presente na rede social profissional, os profissionais a utilizam não apenas para se candidatar a vagas, mas também para se manterem atualizados sobre as tendências do mercado de trabalho.

Esses resultados demonstram que a busca por melhores salários e condições de trabalho continuará a moldar o mercado de trabalho brasileiro ao longo de 2024.

Fonte: Portal Contábeis - Com informações da CNN

Compartilhe:

Postagens Recentes

PIS: como consultar o número e acessar...

Jul 05

Descubra como reagendar a restituição...

Jul 04

Prorrogação auxílio-doença: o que...

Jul 03

Você precisa conhecer o inimigo: a...

Jul 02

Revisão do FGTS: entenda quando...

Jul 01

Receita Federal alerta para golpes com...

Jun 28

Receita Federal paga hoje o segundo...

Jun 28

MEs: 76% não possuem nenhum sistema...

Jun 27