Notícias

Restituição do Imposto de Renda 2024: segundo lote pode ser consultado a partir desta sexta-feira (21)

Jun 21, 2024 | Comentários

Receita Federal anuncia que mais de 5,7 milhões de contribuintes terão acesso ao segundo lote de restituição do IRPF 2024, totalizando R$ 8,5 bilhões em créditos bancários.

A Receita Federal do Brasil anunciou que, a partir das 10 horas desta sexta-feira (21), os contribuintes poderão consultar o segundo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2024. Este lote também inclui restituições residuais de exercícios anteriores.

No dia 28 de junho, será realizado o crédito bancário para 5.755.667 contribuintes, totalizando um montante de R$ 8,5 bilhões. Este valor abrange diferentes categorias de contribuintes prioritários, incluindo:

  • Idosos acima de 80 anos: 140.360 contribuintes;
  • Idosos entre 60 e 79 anos: 1.024.071 contribuintes;
  • Pessoas com deficiência física ou mental ou doença grave: 66.287 contribuintes;
  • Profissionais do magistério: 459.444 contribuintes;
  • Contribuintes sem prioridade legal: 3.812.767, que obtiveram prioridade por utilizarem a
  • Declaração Pré-preenchida ou optarem pela restituição via PIX;
  • Prioridade em razão de calamidade pública no RS: 252.738 contribuintes.

Como consultar sua restituição

Para verificar se a restituição está disponível, o contribuinte deve acessar o site da Receita Federal, clicar na seção "Meu Imposto de Renda" e, em seguida, selecionar "Consultar a Restituição". O portal oferece instruções detalhadas e múltiplos canais de atendimento, permitindo uma consulta rápida e completa da situação da declaração por meio do extrato de processamento acessível no e-CAC. Caso haja pendências na declaração, o contribuinte poderá corrigir as informações necessárias.

A Receita Federal também disponibiliza um aplicativo para tablets e smartphones, permitindo a consulta de informações sobre a liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral do CPF.

Recebimento da restituição

A restituição será depositada na conta bancária indicada na Declaração de Imposto de Renda ou por meio de chave PIX. Se o crédito não for realizado devido a problemas como a desativação da conta informada, os valores poderão ser resgatados no Banco do Brasil por até um ano. Para reagendar o crédito, o contribuinte deve acessar o Portal BB (https://www.bb.com.br/irpf) ou ligar para a Central de Relacionamento BB nos números 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (exclusivo para deficientes auditivos).

Caso a restituição não seja resgatada no prazo de um ano, o contribuinte deverá solicitá-la pelo Portal e-CAC, acessível no site da Receita Federal. O processo envolve acessar o menu "Declarações e Demonstrativos", selecionar "Meu Imposto de Renda" e clicar em "Solicitar restituição não resgatada na rede bancária".

Para mais informações, consulte a Receita Federal ou utilize os canais de atendimento disponíveis.

Fonte: Portal Contábeis 

Compartilhe:

Postagens Recentes

PIS: como consultar o número e acessar...

Jul 05

Descubra como reagendar a restituição...

Jul 04

Prorrogação auxílio-doença: o que...

Jul 03

Você precisa conhecer o inimigo: a...

Jul 02

Revisão do FGTS: entenda quando...

Jul 01

Receita Federal alerta para golpes com...

Jun 28

Receita Federal paga hoje o segundo...

Jun 28

MEs: 76% não possuem nenhum sistema...

Jun 27